Reflexão sobre o consumismo

No livro “Os meninos da Rua Albatroz”, em vários capítulos, partindo do capítulo 2, é evidenciada a transformação com que passa a sociedade brasileira do início da década de 1970. Essa sociedade já vinha em um ritmo consumista preocupante, mas, graças a diversas táticas usadas por trás e com a condescendência dos militares, esse ritmo desenfreou vorazmente e hoje somos escravos de uma série de produtos inúteis e de uma compulsão por consumo que não temos como medir. Além do aumento do ideal consumista, o brasileiro se tornou também dependente da cultura alienígena (de fora), principalmente da estadunidense, que, através de vários produtos de mídia, implantou nos brasileiros o “american way of life”, que na matriz é defendido pela população por que é legado a todos os benefícios do estilo de vida. Mas, aqui no Brasil, esse estilo de vida só faz crescer a miséria e depressão humanas.

Reflita com o vídeo lincado sobre o ideal consumista e materialista.

Leia o livro e aprofunde mais no assunto tendo em mente histórias de uma comunidade que sente em seu dia a dia a implantação em seu consciente do ideal criticado nesta postagem, além de sentimentos negativos que sem a participação do Governo Militar jamais seriam engrandecidos e jamais levariam a família média da época às perdas que sofrera e que na Atualidade explica a linha divisória entre os ricos e os pobres de hoje.

Aproveite o clima e veja também este vídeo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: