A sua privacidade não está livre de levar esse golpe

Não bastasse as operadoras de telefonia móvel terem total liberdade para colocar o CPF de um caboclo em risco de fazer parte de lista de estelionatários procurados pela Polícia Federal devido aos tantos golpes que elas praticam no silêncio, na base da vistas grossas, entre eles a ativação indevida de planos de telefonia, e o STF poder acabar com a reputação de alguém utilizando-se de escuta telefônica clandestina levada à mídia sem obedecer protocolos, agora o simples fato de se ter uma bela aparência pode fazer alguém amargar severos prejuízos morais e buscar urgentemente cirurgia plástica para ficar feio, além de blasfemar contra Deus pela concessão de tanta beleza, simplesmente porque existem câmeras de celular que fotografam em alta resolução, o Whatsapp como escorredor de informação e mecanismo de comunicação e passe livre para qualquer um fotografar o que quiser e fazer o que quiser com o que for fotografado por ele.

Uma pessoa contou em público, em alto tom, que foi vítima da seguinte “brincadeira”. Um rapaz homossexual que ele não conhece o havia fotografado, com uso de um celular, em  um lugar público – um shopping – sem que ele se desse conta de que a operação havia sido feita. Um tempo depois, ele ouviu por acaso, transitando em um passeio de loja, uma mulher comentar com a outra sobre sua beleza e lamentar sua suposta homossexualidade. Ele achou que não era sobre ele que elas falavam, pois ele não é gay, portanto, não deu importância ao caso. Porém, sentado ao lado de uma garota em um banco de ônibus, a qual ocupava o lugar ao seu lado para ficar próxima de um casal homossexual que junto com ela e mais outra moça formava um grupo que conversava, ele ouviu do quarteto a seguinte conversa.

– Olha esse amigo meu, aqui! [mostrava um dos rapazes homossexuais uma foto em seu celular]

– NOSSA !!! QUE LINDO! [as duas moças, fogosas, elogiaram a beleza da pessoa da foto]

– Gato! Lindo, não! Tenho muito amigo muito mais lindo do que esse! [respondeu o suposto conhecido do rapaz fotografado]

– Isso é gay? [perguntou uma delas ao rapaz que ostentava a fotografia cheio de orgulho por conhecer um homem que chamou a atenção das pessoas no grupo que compunha]

– Totalmente, querida! [deu essa informação para a pergunta lhe feita o mesmo sujeito]

As mulheres lamentaram e o rapaz solitário, no banco ao lado de uma delas, se encheu de curiosidade para ver também a foto. Não quis se remexer para não fazer transparecer a curiosidade e arrancar dos protagonistas da conversa dizeres que pudessem comprometer sua já arranhada virilidade. Mas ficou atento e ao menor sinal de que pudesse ser a sua imagem a contemplada sem autorização ele já estava decidido a tirar satisfação e chamar a polícia. Só que as chances, ele sabia, eram poucas, pois, quando ele entrou no ônibus ele foi visto pelos membros do casal gay. Conseguiu confirmar que não era ele de quem se tratavam os elogios quando um dos homossexuais passou o número de telefone para contato pelo Whatsapp para o outro e este, anunciando para todos dentro da lotação o que faria, logo tratou de entrar em contato. Como o sinal de chegada de mensagem do aplicativo no celular do rapaz solitário não tocou ele ficou ainda mais seguro.

Mas, o episódio coube como uma luva para que o belo mancebo que desejava enfeiar-se entender o que provavelmente teria acontecido consigo. Um medo teria lhe batido. Hoje se é classificado como homossexual e deixa-se de interessar às mulheres por causa da mente inescrupulosa de alguém e da falta de mecanismos nas leis brasileiras para garantir a integridade da imagem das pessoas, amanhã se pode ser confundido com um pedófilo, ou com um bandido, ou com um político corrupto. Basta cair nas mãos de alguém com quaisquer dessas intenções. Deve ter pensado ele que teve sorte, pois, as três possibilidades citadas trazem complicações judiciais e ódio popular e não só risco no orgulho. O que teria ocorrido com ele não é nada que não possa ser remediado sem criar problemas para os infratores. E sem cirurgia plástica também, ora!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: