Você acha que a corrupção da opinião pública deveria ser crime previsto em lei?

A tecnologia de pesquisa evoluiu tanto, que quando aliada à mídia e disponível a marketing de guerrilha de político ou de quem quer que seja chega a ser um ato criminoso contra as pessoas. Faz arrependermos de tanta evolução tecnológica, se a mesma só serve para o mal.

banheiroJN

Um rascunho de uma das formas dessa tecnologia operar é coletar informações deixadas por visitantes na internet para filtrá-las, extrair-se algo e transformar o extrato em aplicação. Quando o usuário acessa sites, blogs, servidores de e-mail, perfis de rede social, ele deixa rastros que vão parar, sem sua autorização, em servidores de radares de busca entre outros tipos de catalogadores.

Assim, se politicamente você é esquerdista, no futebol você torce pro Galo, gosta de ver uma coroa pelada, está interessado em comprar um relógio de pulso analógico  e em seu twitter você posta mensagens evangélicas, durante sua rotina para fazer o que você gosta você é pesquisado e tudo o que você faz pode ser usado contra ou a favor de você.

E nem adianta muito ter esse perfil confuso e indescritível mencionado, pois os sistemas sabem minerar e extrair informação de qualquer amostra. Os dados discrepantes só vão dizer para os usurpadores como eles devem agir para afetar você com relação a determinados assuntos. E quanto mais proeminente é afetar alguém com características difíceis de traçar seu perfil psicológico, mais vale a pena o trabalho por ser mais rentável. Não é qualquer um que descobre meios de baixar a guarda de um pugilista que se defende muito bem.

Se você é evangélico e te querem satanista, eles vão desenvolver o método ideal pra te pegar. E depois vendem essas informações, junto com esses métodos, para quem quiser comprar. E quem compra? Adivinhe! Empresas e ou políticos. Com a intenção de te vender alguma coisa ou de te fazer aceitar uma ideia e te moldar a opinião. O ramo de atividade em que quem desenvolve esses meios de captar mente opera chama-se engenharia social.

Veja o que aconteceu recentemente comigo, um esquerdista em evolução e apreciador de desenhos animados, quando eu visitava o Youtube para procurar por um episódio perdido do Mickey Mouse: Dentre as sugestões de vídeos para eu assistir também, encontrava-se o link para um material cujo título era “Por que a Globo acabou com o Casseta e Planeta”.

Teoricamente não tinha nada a ver estar esse link ali, porém, remetendo ao que expus no texto, a razão de ele estar ali era tentar corromper minha opinião acerca de algum assunto a meu respeito, que foi pesquisado rastreando-se meus passos pela internet. Se eu fosse uma criança procurando um desenho animado, no caso: mais recente, eu não estaria livre de ter esse lixo entre as sugestões. Só mudaria a intenção, que seria aliciamento de menores para formação de caráter já na infância, quando se é mais favorável à impregnação de propostas de engenharia social. Isso é um perigo! Cruel e diabólico! Não deixe crianças sozinhas, soltas na internet! E nem na sala, principalmente na hora do Jornal Nasce-o-mal!

Bateu-me a curiosidade de ver o vídeo, que ainda apresentarei minha exposição a respeito. Até então eu era fã, com poucas restrições ao grupo de comediantes, do Casseta & Planeta. É claro que eu sempre preferi eles nas páginas da revista que era publicada pela Circo Editorial. Eles eram nessa ocasião independentes da opinião que a Globo forma até de seus próprios funcionários. José de Abreu tem o meu maior respeito por ter mostrado para a megera: #AquiNÃO_Patrão. Marcelo Madureira até estava entre os humoristas do Casseta & Planeta que eu preferia.

Há muito tempo que não vejo nada na TV Globo. Jornal Nacional então, deve estar  pra completar década que não vejo. Portanto, não sei se esse vídeo foi ao ar, como parte do jornalismo tendencioso e desrespeitoso da emissora. Me parece um fake produzido durante o intervalo do telejornal em questão, em um dia em que o humorista fora, por algum motivo, entrevistado.

O militante tucano, provavelmente, que publicou o vídeo no Youtube, talvez por uma exibição de extrema inocência ou talvez por pura maldade, utilizou de um título sensacionalista completamente incoerente com o material apresentado. A Globo, é sabido, fez e faz muita oposição ao governo do PT, ela iria demitir os comediantes, que se encontravam em decadência do interesse do público, porque um deles, a seu favor lhe prestou um serviço de sabotagem da opinião da sua audiência? Claro que não! O Casseta & Planeta saiu do ar porque não se sustentava mais, ficou mais idiota e perdeu público. Ou o público evoluiu e parou de ver, que é o que acredito ter sido o que aconteceu. Alguém tinha que fazer o público receber em sua emissora favorita uma campanha contra o PT mais direta e clara, não é? Você não acha que seriam os dois âncoras do telejornal tidos como sérios, idôneos e imparciais, acha? De novo Regina Duarte ou Carlos Vereza?

Analisando o fake, essas pseudo indignações com a intenção de contagiar o telespectador, para surtir efeito, têm que parecer reais ou, se possível, censuradas. Flagras ao vivo ou cenas não levadas ao ar. Tudo armação que a TV se vale delas há muito tempo. Marcelo Madureira estaria ali para fazer o que fez. Não só ele: também William Bonner, Zeca Camargo. Todos com o script na mão. A ideia era ferir a imagem do Lula e derrubá-lo, jogar a opinião pública contra ele. Um crime covarde, pois, se Lula quisesse se defender na emissora ele não ia ter a mesma oportunidade.

Se eu não fosse vacinado contra o marquetismo de opinião e tivesse visto isso na ocasião, eu sofreria uma abdução e cairia no golpe. Passaria a detestar o Lula e assassinaria meu voto, pois, não está explícito no vídeo, mas todos sabem que a TV Globo e toda a mídia hegemônica brasileira são arregimentados pelos partidos que defendem o poder capitalista e as famílias oligárquicas do país.

Viro mais uma página para tentar levar para o público visões críticas dos acontecimentos que são jorrados na mídia, pretendendo fazer com que surja uma intelectualidade capaz de aniquilar todos esses golpes na opinião pública. Seja livre de opinião e não caia nesses esquetes televisivos, impressos ou radiofônicos que visam corromper o povo e extrair dele severos interesses. Leia livros. Livros não sofrem arregimentação e não podem ser bloqueados de terem conhecida a opinião que eles propagam, como pode acontecer com este texto escrito neste veículo, que sofre bloqueio, principalmente no Facebook, de ter suas postagens compartilhadas e chegadas a um público maior e necessitado de saber o que se expõe por aqui.

Leia “Os meninos da Rua Albatroz“. Uma literatura de combate!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: