O grande inimigo do Brasil é a mídia

ANTIMIDIA

O quadro sócio-político brasileiro atual não existiria se não fosse a Grande Mídia do país. Dilma Rousseff não estaria sofrendo o golpe que sofre se não fosse a manipulação de opinião pública articulada pelos veículos de comunicação, paga pelos opositores da estadista. Michel Temer não estaria onde está e nem a Petrobrás estaria correndo risco de ser roubada dos brasileiros. Sequer crise hídrica teria nos feito entrar em pânico, pois esta mentira, para cumprir certo objetivo, só existiu na voz da mídia e só nos demos conta dela porque nos expomos diariamente aos veículos de comunicação mercenários e golpistas.

Assim como esses veículos de comunicação fazem artistas, esportistas e socialites aparecerem para a população e ganharem importância, a realidade sócio-política é moldada e, diferente do que acontece com esses que foram citados, pois não são cruciais para a vida das pessoas, um estrago muito grande é feito, a ponto de estabelecer-se uma mediocracia (governo da mídia) e a sociedade precisar debater se tem sido bom pra ela ter o cotidiano formado por esquetes e pitacos de gente que ganha um burro de um dinheiro para dar visibilidade a causas e criar simpatia por elas, sem se preocupar com o que faz e sem arcar com as consequências do mesmo, pois, para todos os efeitos o mandante da atitude é outro e é difícil chegar até ele.

No caso do impeachment de Dilma, a mídia estaria fazendo um grande trabalho se tomasse uma postura de denunciar com honestidade as falhas do governo e convocar a população para discutir os fatos mediante provas reais e assim pressionar os parlamentares para agir honrosamente e desfazer a situação criticada. Caso não houvesse um diálogo, a pressão popular por si só levaria à renúncias, sequer precisaria-se gastar tempo de político, que adora perder tempo, e rios de dinheiro, que poderiam estar a ser usado para, respectivamente, votar soluções para a crise e financiar suas implantações.

Em vez disso, o que faz a mídia? Pega dinheiro de políticos mal intencionados e de grupos empresariais nacionais e internacionais, interessados em tomar o posto do PT, e vende-lhes trabalhos midiáticos sujos, com o propósito de arrasar com a imagem do partido socialista e de outros da esquerda brasileira, a fim de viabilizar-lhes a aspiração, montando, em seguida, o corrupto e perdulário processo de impeachment.

CHEGOUAHORA

Nunca no Brasil houve um impeachment de presidente da república que fosse honesto. Nem o de Fernando Collor foi. Já refleti sobre isso por aqui. Os caras pintadas de outrora foram tão manipulados pela mídia quanto foram os batedores de panela de agora. A história só não é a mesma porque Collor teve total apoio da mídia e dos grupos hegemônicos para se eleger. Quem recebe incentivos destes, tem que arcar com compromissos em favor deles após eleito. Por suposto, Collor teria se enchido de vaidade ou mostrado para seus financiadores quem ele realmente era e faltado com os tratos e daí a campanha oposta da mídia em favor de seu impedimento. Na postagem sobre este episódio a que me referi eu pus para refletir: Em que o impeachment de Collor foi bom para o Brasil? E divulguei a minha opinião: Em nada. E lá vai outro impeachment de presidente ter o mesmo destino.

Se grupos de partidos e políticos preferem investir em manipulação da opinião pública para depor um governo e tomar seu lugar, se eles têm realmente propostas de governo melhores para por em prática e preferem partir para o golpe de estado em vez de se aliar ao adversário e impor suas ideias, é porque eles mesmos é que querem fazer o que teriam em mente. Por que será, hein? Vaidade? Vantagens? Propinas? Corrupção invisível porque a grande mídia acoberta? Vai saber! Amor pela pátria ou respeito pelo povo é que não é!

Um dos motivos do golpe é esse mencionado no fim do parágrafo anterior. Mas, é fato que Dilma e o PT estavam sendo calo no pé desses caras do PSDB e companhia e das elites que eles representam. Atrapalhavam os negócios dessa gente que só faz vender o Brasil e escravizar os brasileiros com sua exploração do trabalhador e colonização via consumo e hábitos inúteis importados dos EUA. Os vermelhos tentam nos livrar disso, que nos assola há décadas, conforme deixei muito bem explicadinho no livro “Os meninos da Rua Albatroz“.

A aprovação da reforma política, que entre outras coisas massacrantes para os políticos corruptos prevê o fim do investimento de empresas em campanhas eleitoreiras; a implantação ou aperfeiçoamento de programas sociais que tiram dinheiro de empresas, como o SUS, que atinge a Máfia Médica, ou o Pronatec, que derruba cursos e escolas do setor privado; e mais a “implicante” aproximação do pobre ao rico são alguns dos motivos de os verdadeiros inimigos do país — mídia e políticos conservadores — moverem-se contra o governo petista e assediar a maioria da população brasileira, que é beneficiada pela administração do PT, a atirar no próprio pé e dar seu apoio aos fascistas.

*Creio que esta postagem tenha informações bastante importantes para quem está na cegueira apoiando o golpe ou para quem tem dúvida a respeito do assunto ser governado pela mídia. E creio também que este texto é um começo para se livrar dessas amarras. Compartilhe esta postagem e liberte essas pessoas! As redes sociais mais utilizadas na internet são todas filiadas aos grupos hegemônicos do mundo, por isso elas dificultam a visibilidade de material como este. Mas, temos que tentar!

Sou só uma gota d’água, mas sem ela o Oceano seria menor
(Madre Tereza de Calcutá)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: