Bem-vindo ao Governo Temer: Intervenção militar, por favor!

pigmaleao

IMAGEM: Glauco Cortez

Se você for um politizado alienado, do tipo que pensa que sabe exatamente o que está acontecendo na realidade brasileira, pode, desde já, me atirar pedras. A primeira, a segunda, milhares. Não importa se já tiver pecado alguma vez ou nunca. Pois, eu não tenho mais condições de pensar diferente do que eu vou discorrer. Não posso mais ser oprimido pelas minhas próprias acepções. Cansei. Vou deixar de ser um bom samaritano e voltar a ser samaritano simplesmente. Ou um guerreiro celta, ou um mouro, ou um bárbaro, um huno. Esse Governo Temer tá cada vez me deixando mais decepcionado. E o ranso agora é com a folga que ele dá para a imprensa aliada dele castigar o público.

Alguém tem que frear a imprensa corporativa. Urgentemente. É urgente ter urgência disso. Agora ficou muito fácil de entender porque os militares tanto se preocupavam em censurar esses órgãos. Não precisam nem desenhar. Dê corda para a imprensa aliciativa comercial e ela derruba qualquer um. Se chochilar o cachimbo cai. Derruba sem qualquer escrúpulo ou sentimento de remorso ou de piedade; a serviço de qualquer um; por qualquer causa. É uma puta depravada. Só não faz a qualquer preço. Aí o caldo entorna. Os preços que ela cobra por golpe vai de exorbitante à muito exorbitante para ela receber e de caro a muito caro para o público pagar.

E ela constrói, em troca disso, para o público que a ajuda sem ganhar nada do dinheiro que ela ganha, uma realidade que ninguém quer viver. Cheia de sofrimento e de um eterno estado de espera pelas coisas melhorarem. Ás vezes tem uma pitada de uma efêmera alegria boba, quando, por exemplo, o assunto para cegar o povo de outro assunto é uma conquista do futebol ou de outro esporte.

A última das atividades remuneradas que essa imprensa maldita nos proporcionou foi a exibição da prisão cinematográfica do empresário Eike Batista. Deixaram claro, para o público inocente mastigar, que tal prisão não se relacionava com a “Operação ‘Ladra’ à Jato” e seguiu-se um timing que tampou a visão da população que costuma acompanhar os instrumentos brasileiros de desinformação para não dar atenção a um importante evento judicial e político a ser efetivado pelo STF (Supremo Tribunal Federal): a homologação das delações premiadas dos executivos da Construtora Odebrecht.

Nisso, enquanto a famigerada TV Globo PIGtures colocava sua audiência massiva de castigo vendo o reality showzinho BBB (Big Brother em Bangu 2) envolvendo penitenciários ilustres como Eike Batista, jornais sérios noticiavam o que o público deveria estar a ver. Notícias com manchetes sem alardes e texto rico em explicação imploravam para que o povo soubesse que a pobreza aumentou consideravelmente desde o impeachment fadado à Dilma Rousseff.

Tá certo que eu não caí e nem caio nos golpes da TV Globo. E são poucos os que não sacaram no momento mencionado a jogada de manipulação da opinião pública. Quem não sacou na hora, não sacou ainda. E caíria no golpe mesmo se a prisão carnavalesca tivesse sido focada em um qualquer e feita no dia anterior. Mas, é fato que deu certo. Como sempre dá certo tudo o que a grande mídia pega para abafar.

A ministra Carmen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), homologou ontem, 30 de janeiro de 2017, as delações de funcionários da Odebrecht, mas, vai saber se não vão armar mais uns showzinhos para que aos poucos esse material vire um pontinho branco dentro de um armário de arquivos!

Isso é que não dá para tolerar. Se voltarmos no tempo, só nos tempos do atual regime civil no Brasil, incluindo a década e meia petista, veremos que tudo de mal que nos aconteceu, todo pato que tivemos que pagar, foi viabilizado pela grande mídia, que é capitaneada pela Rede Globo. E não só a imprensa no caso. Daí a razão de eu chegar ao extremo de bancar o coxinha ou o revoltadinho e solicitar, quase encarecidamente, intervenção militar na política e na imprensa do Brasil. Censurar cruelmente os órgãos de comunicação corporativos e toda classe política em vigor. Se possível banindo toda ela do poder e colocando no lugar gente que tá afim de trabalhar para o país e não de roubar o Tesouro Nacional.

Sei que muitos militares de alta patente estão alinhados com os golpistas, mas, os que seguram fuzis nas ruas estão tão revoltados e afim de chutar o balde quanto estou eu. E esses graúdos são que nem o Idi Amim Dada, que, como eu deixei no livro “Os meninos da Rua Albatroz“: é só lhes dar um motivo que eles viram a casaca.

Forças Armadas têm gays, mas que isso não fique explícito, diz general da reserva“. Que tal uma manchete dessas impressa em papel jornal tamanho tablóide e com a logo do “O Globo”, indo parar debaixo da porta da secretaria do Alto Comando do Exército (ACE), da Escola Superior de Guerra ou da casa do Jair Bolsonaro? Guerra é guerra, uai, vamos usar as mesmas armas da imprensa golpista contra ela mesma pra ela ver se é refresco pimenta nos olhos do público!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: