Criando uma teoria sobre conspiração

Não há um só leitor, ou seja: pessoa esclarecida, que tenha dúvida de que as informações que chegam até nós vindas da grande mídia, mais precisamente da grande imprensa, não se pode dar fé sem qualquer tipo de questionamento. O mundo se configurou de forma que há um lado composto de humanos que controlam outros e outro lado composto por humanos controlados. E os que controlam o fazem porque atingiram um status quo bemquisto demais, cheio de poder e regalias, para ser abandonado assim sem reação por si ou pelos seus e perder com isso o conforto esperado de se perdurar por gerações e gerações de familiares caso de repente o gado soltar-se do curral.

Esses que controlam têm a ciência e a grande mídia em seu poder. São donos desses veículos propagadores de conhecimento, entre eles as universidades e as instituições de pesquisas, e de informação. E por essa razão as informações que chegam ao meio controlado são duvidosas. São acusadas de serem engessadas antes de passadas, pois, de porte do saber correto os entes controlados assumem total condição de deixar essa situação de servo-refém do sistema que os controladores governam e passam a ameaçar o status quo, senão também o posto, dos que precisam de colaboradores para manter sua doce vida aristocrática intacta.

E quando pessoas que sabem da sua condição de servo-refém resolvem combater seus escravizadores para se tornarem livres de seu sistema e com isso provar de uma existência mais digna, elas optam pelo ataque com as mesmas armas do inimigo: a informação paralela. Aliás, o terrorismo informacional além de ser mais eficiente em batalhas é também mais limpo – costuma não haver sangue ou dor quando ele é aplicado – e mais barato, está à altura de qualquer um que se predispõe a adotá-lo, bastando ter uma vasta imaginação para compor teorias que derrubam as doutrinações inimigas, habilidade para divulgá-las, eloquência para conquistar adeptos e coragem, muita coragem, para contrapor os assuntos mantidos como higienizados.

A parte da difusão das ideias elaboradas é que é a mais complicada, pois, o combatente informacional não tem a opção de contar com os melhores veículos de comunicação para chegar ao grande público. Estes pertencem ao lado combatido. E alcançar muitos adeptos para aliar-se aos embates é que é o grande objetivo da luta. Muita gente do meio controlado pensando uniformemente sob uma linha de pensamento que agride o sistema cria em um contingente massivo um comportamento nefasto para a elite dominante.

Toda Teoria Conspiratória no fundo estabelece uma luta entre classes. Como aqui o fim justifica os meios, o fato de haver absurdos ou mentiras nas teorias profundidas não intimida nem um pouco os mentores, chamados de conspiracionistas. E por vezes, aqueles que são levados a defender essas teorias são tomados de grande dúvida se não se trata mesmo da verdade o que é profundido nelas, tamanha é a capacidade que elas têm para conduzí-lo a um raciocínio bem esclarecedor.

Por vezes, também, os que são alvos dessas teorias sentem-se encurralados, querendo saber como foi que o conspiracionista conseguiu descobrir a verdade que eles encobrem. Acontece muito de serem dotados de grande intuição ou de sensibilidade mediúnica os que elaboram tais ideias contestadoras e são essas faculdades humanas que lhes ajudam em seu trabalho de recrutamento. Daí a primeira necessidade do aspirante a conspiracionista: ter grande desenvolvimento da intuição. Providenciar saber dentro desse escopo é fundamental, daí a razão de muitos teóricos da conspiração serem espiritualistas. Não confundir, é claro, aqueles que criam teorias conspiracionistas para defender-se dos que atacam a sua religião.

Uma notícia desta semana que tomou conta das conversas nas redes sociais na internet foi a delação de Joesley Batista, dono da JBS, sobre uma suposta gravação envolvendo o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves em pagamento de propina para o fim de comprar o silêncio de Eduardo Cunha em um suposto esquema de corrupção. A palavra “suposto”, empregada pelos veículos da grande mídia que deram a notícia, é usada exatamente para dar ar de que a denúncia pode ser falsa e é melhor, nesse caso, os receptores da notícia terem precaução antes de dar crédito e espalhá-la. Quando o acusado é gente que a imprensa sob a verba de seus contratantes persegue, esse “suposto” é sinônimo de calúnia que não pode ser vista como tal ou má fé para jogar a opinião pública contra o caluniado. A falta de provas não é o que moveria essa imprensa a dar uma de estar a proteger a informação.

Esse novo escândalo, que aquece de audiência os veículos de comunicação, veio, como sempre, a calhar para os grupos em conflito na política. Aparentemente a Esquerda comemora, mas, não é bem assim. Todos sabemos que há uma elite oculta por trás das duas frentes políticas que vemos disputar o cetro da nação. As reformas que Michel Temer tenciona fazer só favorece a essa elite oculta. E está bastante difícil aprová-las, torná-las constitucionais, sem que uma reação efetiva futura dos trabalhadores aconteça.

Se sabe também que Aécio Neves é muito bem protegido pela chamada imprensa golpista do país, que é a que tem visibilidade suficiente para formar opiniões massivamente. E que a população que resiste às intenções do Governo Temer muito quer a cabeça dele, por ele presidir o partido que é acusado de ter articulado o golpe que colocou indevidamente o cetro da nação nas mãos de Temer. Basta dá-la para ele e o público ficará satisfeito, tal qual um romano à espera de ver o sangue sair de um gladiador numa arena. Todos estarão aptos a apoiar até a Reforma da Previdência na íntegra.

Aécio Neves em evidência por suspeita de fraude pública abafa qualquer sensacionalismo do tipo Donal Trump X os mísseis de Kim Jong-un ou das cifras que saem do cofre do Real Madrid e vão para o bolso do Cristiano Ronaldo. É tempo demais de obtenção de atenção para se trabalhar até que as reformas que salvarão a pátria dos burgueses e capitalistas do Brasil sejam viabilizadas. A prisão de Andrea Neves, irmã de Aécio, com divulgação da clássica foto de frente e perfil com o número de série e usando o uniforme da penitenciária, não foi menos suspeita de ter sido apenas um número circense para dar falsa satisfação para o público do que foi a do Eike Batista.

Depois da tempestade, tudo fica como dantes no quartel de Abranches. Ninguém vai  e tão pouco fica preso. Só perde popularidade e confiança do povo para seguir na política. As regalias, de uma forma ou de outra continuarão a existir.

Não conseguiram pegar o Lula no tão esperado depoimento do último dia 10, então, é besteira para Aécio Neves almejar pelo menos entrar na competição pela presidência em 2018. Se no capítulo final da novela produzida pela STF/Globo o Lula for preso, como disse o Nelson Jobim: quem ele apontar como seu candidato é que faturará a presidência. Ciro Gomes, Flávio Dino ou qualquer outro candidato que com certeza os conservadores e os dominantes por trás deles antipatizam-se por serem adeptos de políticas sociais e do governo que mantém diálogo com a população, o inclusivo, estão na lista.

Michel Temer não tem o que pleitear depois que acabar seu mandato ilegítimo. O assessor dos Estados Unidos para invasão política dentro do Brasil, conforme o Wikileaks, pode muito bem se dar o luxo de ter a imagem rechaçada na mídia e cair no fracasso na carreira. Aposenta-se disso e vai viver da sua aposentadoria ao lado do seu rico patrimônio e da sua jovem senhora.

Eis que você está de frente para uma teoria sobre conspiração que acabei de tecer. O escândalo envolvendo Aécio Neves e Michel Temer não passa de truque para viabilizar os planos maléficos do governo. Bem argumentada, não? Assim como todas as TC são. Vai fundo nessa e trabalhe em sua divulgação porque mesmo que não haja qualquer fundo de verdade ela trabalha em pró da libertação da população das garras da grande mídia, dos políticos pilantras e da elite burguesa que realmente conspiram na surdina contra o Brasil e seu povo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: