Da’mares’ usa azul no nome, e aí?

trident-768x583

IMAGEM: Manifestação da Trident sobre a nova era de Damares Alves.

“A liberdade é azul”, “A igualdade é branca” e a “A fraternidade é vermelha”
(Do filme “Trilogia das Cores”, de 1993)

Não tem como deixar pra depois. Eu ia falar sobre o liberalismo econômico ou o fim do trabalho escravo e da exploração do patrão com o fim da Justiça do Trabalho (o quê?). Quem sabe sobre a violência urbana ou o que vem a ser realmente esquerdismo. Provar que Jair Bolsonaro é de esquerda e não sabe (como assim???); dar um “ulala” para a iminente libertação do Lula. Mas, infelizmente, Damares Alves conseguiu me fazer interromper a série “A necessária trajetória do brasileiro até o fascismo” pra eu falar sobre a frase dela.

A pastora evangélica deu a sua primeira de tantas gafes que ainda irá nos proporcionar. Ela sim, podemos dizer, vai querer nos mostrar que direito é o mano em seu ministério trino três vezes desnecessário.

É até engraçado, pois, Bolsonaro queria dar exemplo reduzindo ministérios e quer provar que as questões do trabalhador podem ser resolvidas no ministério da justiça, que eu também acredito que sim, e ignora que também não o podem as questões relacionadas à mulher, à família e aos direitos humanos.

O que ele queria era agradar um amigo que ficou de mal dele, dando-lhe um cargo  de ministro, o ex-senador Magno Malta. Ou então usar o poder de seu cargo para pagar dívidas pessoais para com um cabo eleitoral. Mas, o Oscar foi para a secretária do também pastor evangélico, Damares Alves.

A atrapalhada ministra entrou para a história dos memes com a frase “menino veste azul e menina veste rosa” proferida em um discurso. Querendo ela dizer que o Brasil, com o novo governo, entrou em uma nova era. Como se nunca no país aos bebês meninos se destinassem as mamadeiras e chupetas na cor azul e rosa as mesmas coisas para as meninas. Até no livro “Os meninos da Rua Albatroz” isso aparece bem lembrado.

Com isso ela moveu uma multidão a manifestar a sua gozação contra a frase infeliz. Vamos ver muito disso com essa turma de subproduto do Youtube nos governando nesses quatro anos por vir. E Damares vai dar trabalho para os outros no ranking. Mal veio essa e ela já emendou outra criticando a regra do Sisu que diz que filhinho pode estudar longe da mamãezinha.

O que me irritou foi vê-la tentando se redimir da trapalhada. Proferiu um “Eles falam que menino não nasce menino e menina não nasce menina”. “ELES QUEM?”. Gritei irritado de frente para a TV. Esperei resposta dela, mas, não veio. “As esquerdas, você quis dizer”. Continuei conversando com a televisão.

Sem conhecimento de causa e sem principio ético, levantando falso testemunho, como não deveria quem se diz cristão afinco levantar, ela expôs sua psicologia das cores da sexualidade sem apresentar embasamento científico. Usando de política pra moldar a opinião do público e jogá-lo contra os adversários. Coisa que faz quem não sabe ao certo o que propõe ou que propõe o que se for analisado por uma razão não poluída pela desinformação que as igrejas espalham jamais seria aceito pelas massas.

“Outubro rosa”, campanha contra o câncer de mama; “novembro azul”, contra o câncer de próstata. Entendeu?

Entendi que você de alguma forma está querendo vincular a imagem dos LGBT ao câncer. Seria a homossexualidade um tipo de câncer? É isto que você quis dizer? Seria isso assunto da disciplina de biologia da escola sem partido?

“Os homossexuais já podem adotar, e nós não queremos mudar isso. Nenhum direito adquirido vai ser violado pelo governo Bolsonaro, que isso fique claro.”

Que fique claro que ele não tem direito de violar direito algum. Nem mesmo armando onda de violência urbana para instituir lei antiterrorismo para acabar com as liberdades individuais e sair prendendo quem ele achar que deve.

“Meu filho vai vestir rosa”. “É você quem vai obriga-lo a não vestir”, “Se ponha no seu lugar”. A revolta nas redes sociais se alastrou e todo mundo desabafou.

Tiraram sarro até mesmo aqueles conservadores que depois que viram que quebraram a cara com o voto que deram, andam dando força para que os esquerdistas saiam dos esconderijos e iniciem a clássica oposição que só eles sabem fazer e corrijam com ela a cagada que esses conservadores fizeram na urna em vez de fazer em casa antes de sair para votar.

O fato de você ocupar um cargo que te dá acesso fácil, ou de repente direito, a um microfone e exposição na midia pra você ofender quem você quiser sem ter que lidar com tréplica na mesma proporção, ministra, não garante que o que te incomoda devido à sua dificuldade de compreender o mundo vá ser resolvido levando outras pessoas ao mesmo para que você não se sinta sozinha. Monte sua zona de conforto com quantos imbecis forem, mas, tracem um círculo no chão e não ultrapassem a linha.

Todos que tentam dar as cartas para as pessoas que consigo dividem o mundo só conseguem morrer cheio de companhia. É aquela história da galinha que acompanha pato.

Eles quem? Cite o nome dos bois. Consigo te dizer que são bois que pastam nos mesmos pastos que você. Estão de todos os lados, forçando a barra para que haja o preconceito e a resistência a ele.

Se existiu kit gay ou mamadeira com bico em forma de um pinto (não tenho essa de dizer ‘isso daí’ não) é esse pessoal que age nas sombras que inseriu no imaginário popular através das bocas de gente como você e esses seus aí. Gente que está infiltrado, colhendo resultados, em todos os meios. Inclusive no seu. Sem trocadilhos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: