Futebol: Hipócritas X Céticos – O jogo mais esperado do ano

Copaamerica2019

Eu até parei de postar críticas ao Futebol baseadas no meu ceticismo, na minha sensibilidade para analisar fatos, bastidores e partidas e tirar das verdades propagadas sobre o futebol as mentiras.

Estavam me chamando de paranóico, conspiracionista, alienado insistente, só porque o time que criei, o Céticos Futebol Clube, cresceu muito na preferência dos internautas.

Mas, enfim, a TV Globo não se preocupou com o dinheiro que perde remexendo o ralo da latrina que ela conhece muito bem e expôs o Cruzeiro de Minas Gerais.

As postagens que me desgastei publicando no Twitter deixavam a teoria toda mastigadinha quanto à suspeitas de haver muita sujeira em campo onde se vê um grande entrar. Era só seguir a trilha, que quem pode chegar perto do esterco constataria o fedor.

Postei muito sobre resultados duvidosos de não terem sido combinados, andamentos programados de partidas, lances preparados, possíveis títulos comprados, contratações estranhas, ações de lobistas e de agentes de jogadores.

Se aprofundarem nesse lixão que assola o time da Toca da Raposa em primeiro lugar, vão ficar encurralados outros clubes, gente das imprensas – rádio, TV, jornais, sites -, árbitros, CBF, FIFA, patrocinadores, políticos. Empresas que fizeram negócios para viabilizar a Copa 2014.

Se Bolsonaro quer aparecer passando um pente fino em tudo quanto é setor propagador de corrupção no Brasil, eis um forte candidato: o mundo do futebol. A gente de bem conta com isso. No mínimo, no mínimo vão parar com a poluição sonora e aérea que os foguetórios comemorativos de besteirol geram.

E se o Bolsonaro precisar de um empurrão para apertar o cerco nesse campo (sem trocadilho), eu dou: Foi Lula quem trouxe a Copa pra gente sediar e ficar arruinado.

Que a Copa 2014 acabou com o Brasil e o brasileiro tá pagando a conta até hoje ninguém duvida. Em Belo Horizonte, terra do Cruzeiro, isso é visibilíssimo. Não é à toa que vivem produzindo grandes eventos no Mineirão, idas anuais dos grandes times da cidade para a Libertadores, conquistas suspeitas de Brasileirões. E outras produções mais.

A merda que o PSDB fez com a BWA para a reforma dos estádios de Belo Horizonte e com outras empreiteiras que cuidaram da infraestrutura na cidade e adjascências ainda não parou de feder. Tem que serem quitadas as dívidas pra isso parar.

Só forçar o Galo voltar a jogar no Mineirão parece não estar ajudando muito porque o atleticano tá menos bobo e anda faltando aos jogos onde o querem como massa de manobra.

Tentativa de arrecadar dinheiro dentro dos estádios ou de frente para telões em bares e lares e de arrumar hóspedes para hotéis e restaurantes construídos para a Copa e que hoje minguam clientes é o mais fácil de se deduzir serem essas operações.

Tem hora que os grandes clubes das capitais do Sudeste e do Sul vão jogar entre si em Brasília, Cuiabá, Manaus só pra socorrer esses elefantes brancos construídos para o evento da FIFA e largados de mão a seguir por sequer ter nessas localidades um Clássico capaz de encher pelo menos uma fileira de assentos nos monumentos.

A conta da Copa só fez piorar quando para destruir a imagem da Dilma e tentar tirá-la do posto democraticamente inventaram de o Brasil perder de 7 a 1 para a Alemanha. No mesmo Mineirão. Eta sina de contribuinte de operações clandestinas essa arena tem!

Não deu certo, a associação só funcionou com os que já haviam caído em outros golpes desse comando obscuro manipulador da opinião pública, e a Dilma acabou sendo eleita novamente.

Tiraram ela no golpe do impeachment e para passar mel na boca do brasileiro padrão – o apaixonado por futebol canastrão – colocaram ele pra comemorar em casa a conquista da primeira medalha olímpica do Brasil no esporte. E acreditando ele que aquela vitória justamente sobre a Alemanha na final foi armada coisa nenhuma. Prêmio consolação de luxo!

E ainda em 2019, a campanha para pagar a conta continua descaradamente. Copa América disputada no Brasil. Jogos em vários estados. Participação de seleções da Ásia.

O que é que tem a ver seleções asiáticas em torneio das Américas? Nada. Talvez os olhos puxados dos peruanos ou os dos chilenos. Mas, é a Ásia um continente onde gostam muito de futebol, têm os asiáticos dinheiro para sair em turismo pra acompanhar sua seleção e o calendário local do futebol por lá não concorre com o do evento, como ocorre com o europeu. Morou?

Por que não times da África? Sim, por lá existem times que dão partidas muito mais interessantes de serem jogadas contra os sulamericanos. Mas, é a pobreza da população  africana que impede essa melhora na qualidade do certame. Esta Copa América é uma operação caça-níquel e não um torneio. Sacou?

Hipocrisia, eu quero uma pra viver
(Hino do Hipocrisia Futebol Clube)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: