Não seja a presa preferida dos retardados

besteiraanticomunismo

Recebi essa bobagem pelo Whatsapp. Um marketing de moldagem de opinião contra o Comunismo, que prega informações incautas – onde já se viu classificar vírus e bactérias como não parasitas? – e trabalha em função de distrair aquele que replica o material. O sujeito que me enviou é desses incautos, sem senso analitico e que não tem a menor noção do que é comunismo e do que está fazendo replicando o que recebe.

Estamos submetidos à duas correntes ideológicas. Uma quer tirar a outra do caminho e tomar para si o poder. As duas são capitalistas até o pescoço. Implantar no país o comunismo seria a última coisa que qualquer delas pensaria se tivesse poder para implantar regime onde quer que fosse.

Uma fecha com o golpe contra o presidente Bolsonaro e o sistema bolsonarista. A intenção desta é manter o cenário que estamos nele – o de terror e caos quanto à pandemia do novo coronavírus -, pois, acredita que tem deixado o presidente e seu sistema em maus lençóis por causa de suas trapalhadas ao tentar conter o pânico e inabilidade de argumentação com o grande público quanto ao tratamento da questão. Isso poderia derrubar seu sistema.

A outra trabalha em pró da manutenção do presidente no posto. Prega que a sustentação do cenário dado pela pandemia afetará a economia do país de modo a levá-lo para o buraco. Essa preocupação dos militantes dela é totalmente hipócrita. No fundo estão é preocupados com o fato de que o iminente colapso econômico que esse cenário atingirá inevitavelmente irá mandar Jair Bolsonaro de volta à cargos inferiores na política ou ao desfrute da sua aposentadoria como ex-chefe de estado. Aí, acaba o brinquedinho e o mimo de vaidade daqueles que querem impor a outros que fizeram a opção certa ao eleger a incompetente família Bolsonaro para a presidência da república.

E os marqueteiros que trabalham para essa segunda corrente acreditam que se evidenciar a China como causadora da pandemia e atribuir o fato à intenção de implantação do comunismo no Ocidente é grande agente para motivar aqueles que se expõem ao seu material a aderir à causas que protegem o cargo do atual chefe da nação.

Mas, reflitamos: Se a China é o foco do ataque devido à suposta vantagem econômica que estaria alcançando com sua suposta investida em espalhar pelo mundo a Covid-19, este é um problema do campo da Economia. Deveriam estimular as pessoas a se voltarem contra a China por este viés. As chances de sucesso é muito maior em se tratando de nação experiente no campo econômico como as capitalistas.

Se o Brasil vive uma crise política em que duas vertentes concorrem ao poder, os militantes de cada vertente deveriam se ater à espalhar informações contundentes que faz com que a adesão de outros derrote o adversário. Se as duas são capitalistas, de que adianta colocar na cabeça da massa ataques contra o comunismo?

E a terceira mensagem: Se uns acreditam que a Covid-19 é uma farsa ou que o caos sobre ela é administrado por seus adversários, o melhor é medir esforços no sentido de comprovar contundentemente a farsa ou no sentido de trazer à luz, incontestavelmente, a cura. Quem trouxer a cura ganha essa batalha inexoravelmente.

Portanto, espalhar ideias anti-comunismo a essa altura não passa de plano para desviar as pessoas de pensarem em colapso econômico, crise política e solução para a pandemia. Ou por quererem ganhar tempo, ou por se encontrarem perdidos quanto à soluções que são da sua competência resolver ou simplesmente porque querem perdurar os fatos sobre a doença para simplesmente alcançarem o objetivo de derrubar o presidente.

Ou seja, qualquer das correntes pode estar colocando as pessoas para se ocuparem pensando em questões que em nada alteram o quadro político atual e servirem de laranja para definir objetivos. Seja esperto e não replique o que não consegue discernir, se você não sabe para quem está trabalhando.

A.A.Vítor – Autor do livro “Os meninos da Rua Albatroz”, cujo capítulo “Planejadores do futuro sombrio” previu o momento atual. Sobre saúde e espiritualidade leia: “A magia que enriqueceu Tony”. Sobre empreendedorismo, relação interpessoal e sexo leia: “Contos de Verão: A casa da fantasia” e “Todo o mundo quer me amar”.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: