Jornada de trabalho de 12 horas uma ova, ditadores!

anarquia

Vi em um outdoor bastante reacionário um brado contra a pretensão do governo instaurado à base de golpe para prejudicar a classe trabalhadora do Brasil, uma mensagem de protesto convocando a população a dizer “não” à Reforma Trabalhista que esse governo quer fazer. Na pauta dessa reforma está a alteração da jornada de trabalho, que deixaria de ser de 8 e passaria a ser de 12 horas diárias a carga de trabalho até os 65 anos de idade.

Esse governo só está aí porque se incomodou com o fato de o governo que ele golpeou ter dado ao trabalhador dignidade e conforto para produzir e ter intencionado promulgar a Reforma Política, que entre outras coisas acabava com a mamata de políticos e dificultava a corrupção. Ou seja, Reforma Política, essa gente que não trabalha não quer fazer, não move uma palha para agilizar o processo que traz ganhos para a sociedade, e ainda se coloca contra, por ver ameaçadas suas regalias. Já Reforma Trabalhista cheia de prejuízos para o trabalhador, essa gente até se coça para votar a implantação o mais urgente possível.

Já não basta a arrogância demonstrada para a aprovação da PEC do Orçamento Impositivo. PEC essa que não discuto aqui a integridade, por necessitar texto expositivo específico, mas que só de a Rede Globo noticiar de bom grado, obrigando sua audiência incauta a aderir a aprovação e se prostrar contra a oposição, já dá para saber que tem pegadinha para o povo se ferrar. Que nem tinha em apoiar a abertura do processo de impeachment.

Com relação a frear a intenção do Governo de macular o trabalhador o colocando para trabalhar 12 horas por dia a tarefa não é muito difícil. Espalhar outdoors para o povo incauto (o que se informa através das rádios, tevê, jornais, revistas ou sites do PIG) até que é boa tática. Fazer manifestação nas ruas também é. Mas, o que vai derrotar os idiotas por trás dessa pretensão de mudança na CLT é outra coisa.

Protestos a gente já viu que por mais que a realidade nas ruas seja de total repúdio contra uma medida governamental, o Partido da Imprensa Golpista consegue fazer parecer o contrário. O que seus jornalistas covardes falam ou escrevem é o que vale como a ser a verdade. Pedir encarecidamente para que os frágeis telespectadores de telejornal desliguem o Jornal Nacional só dessa vez para que eles evitem de serem enganados mais uma vez pela mesma fonte de enganação é atitude em vão.

O método eficaz será, inexoravelmente, o boicote. Quem vai ter que urrar de trabalhar metade do dia é você, não é? Não trabalha, ué! Se ninguém trabalhar eles se vêem obrigados a mudar a lei. Eles é que não vão trabalhar. E nem os filhos deles ou os seus tutelos. Nem é a gentinha da Globo – que, na minha opinião, também não trabalha -, que para ela tá tudo bem se você tiver que passar o dia ralando. Por que será que a sua opinião nunca está na Globo, hein? Já reparou? Quem paga pelo que ela noticia você já sabe quem é!

Vão ter que continuar contando com a sua força nas máquinas. Demitir em massa está sempre fora de questão quando um levante bem numeroso tem que ser enfrentado. Não é só por causa da grana a gastar com as demissões, mas também com os problemas que há em ter que substituir às pressas um contingente ativo. Tá aí a linguagem que eles entendem e obedecem.

Cá entre nós, aumentar jornada de trabalho não ajuda em nada a resolver crises econômicas ou até mesmo de produção escassa. Mais do que racionalidade biológica, é matemática pura. Um país que precisa gerar emprego não está fazendo grandes coisas mantendo o mesmo contingente de trabalhadores no posto. Vão aumentar postos de trabalho para por mais gente trabalhando 12 horas por dia? Quantos a mais? Será que se dividir os postos em três turnos de oito horas, já que o dia só tem 24 horas, é bom lembrar, não se está empregando mais? Não se está gerando assim mais desconto de INSS per capita, que sustenta um monte de outros trabalhadores? Não se está pondo o pão na mesa de mais famílias? Não se está dando condições para mais gente consumir e as empresas venderem mais e, novamente, o Governo arrecadar mais com impostos?

O emprego não é solução só para as pessoas tirarem seu sustento não, é também para as empresas faturarem com o consumo promovido pelo salário recebido. Sem trabalhador, sem consumidor. O mesmo tanto de posto de trabalho, portanto, de trabalhador, significa o mesmo tanto de consumo. E aumentar o consumo é saída para a crise. E para garantir produção suficiente para atender os mercados, uma certa quantidade de gente que inicia o dia a todo pique e lá pela oitava hora do dia já não consegue – por razões naturais, emocionais, psicológicas e fisiológicas – produzir da mesma forma como começou o dia, não dará conta de saciar a fórmula para sanar a crise, pensada pelos imbecis por trás desse projeto vagabundo que explora trabalhador.

Se nada disso comover os indivíduos por trás desse insano projeto de lei, que são todos capitalistas inveterados e esses argumentos tira do túmulo para aplaudir até os que já partiram desta para  a melhor, então vamos a outros mais radicais.

Se o sujeito gastará 12 horas do seu dia com o trabalho, se em média ele gasta 1 hora para se locomover até o local de trabalho, serão 14 horas só nisso. Se ele vai para a escola após o expediente laboral, lá serão mais 4 horas em média. 14 mais 4 são 18, se não sabem. E volto a repetir: o dia tem 24 horas. Ou vão dar um jeito de aumentar as horas do dia também, seus energúmenos? 24 menos 18 dá 6. Seis horas para tomar banho, jantar e dormir. Imagine o tanto de gente que vai trabalhar só para tratar das doenças que decorrerão só da preocupação com a falta de tempo? Pra que esse povo vai querer trabalhar? Sem contar o prejuízo e o aperto que os afastamentos inevitáveis vão dar no patrão!

E aí está ficando de fora o tempo gasto com igrejas, clubes, bares, televisão. Televisão? KKKKK, a Globo vai ficar sem público para ver o Jornal Nacional e o Fantástico! O povo vai trabalhar de 7 às 19 e chegar em casa sem pique para ver novela, já caçando cama. Viva o Temer! Um monte de igrejas irão falir por falta de fiéis, bares por falta de clientes, clubes e escolas por falta de frequentadores. Estará todo mundo ou trabalhando ou cansado.

Que merda de solução é essa que abala a economia mudando os hábitos da população e ocupando o tempo dela com o trabalho? Vocês estão falando de 12 por 36? Se for, tudo bem, faz sentido. Estão falando em limitar a classe trabalhadora a pessoas que já estudaram e que estão na fase de construir família e constituir patrimônio e deixar o resto para os jovens fazerem? Citaram 65 anos como idade limite para se trabalhar essa carga horária, logo, não estão pensando nisso. E falam até em aumentar a idade para a aposentadoria, ora! E as atividades que já é medicamente consagrado ser insalubre trabalhar nelas por mais de 6 horas corridas, vão torná-las salubres? Será com aquelas pesquisinhas fajutas e fraudes científicas que a mídia contratada divulga? Aquelas do tipo: “Pesquisas apontam que as telefonistas podem trabalhar até 12 horas seguidas graças ao avanço da tecnologia de call center e blá blá blá”?

E o melhor de tudo nessa indecência de políticos indecentes e desocupados, que por serem desocupados querem por as outras pessoas para trabalhar a mais: nem falam em melhorar o salário. Se tem uma coisa que todo mundo é convicto é de que se trabalhar mais ajudar a faturar mais, então, não se faz cara feia. Tanto é que quando a hora extra é paga em dinheiro em uma empresa, não precisa nem de ela perguntar quem quer fazer.

Agora, o que seria justo para compensar o seu cansaço, o seu sentimento de tédio e desespero porque as horas não passam e você gostaria de estar a fazer outra coisa, a sua saúde se definhando por causa da rotina repetitiva e do expediente longo? O dobro do salário mínimo? 1700 reais? Você não é ingênuo de pensar que as empresas vão dobrar seu custo com funcionários sem aumentar seus preços, é? Em pouco tempo o que se compra hoje com 880 reais se comprará com 1700. Não haverá ganho nenhum.

Eles não jogam para perder e se você, por qualquer dos argumentos que eles lançarem para te convencer a aderir o plano deles, que nem você aderiu quando apoiou o golpe contra a Dilma, der aval para eles mancharem a Consolidação das Leis Trabalhistas ou a Constituição Nacional e oficializarem essa pretensão de te fazer trabalhar quase o dobro do que já trabalha – e repito: é só você que trabalha, esse pessoal que vota leis que alteram o trabalho não trabalha, vão às sessões no Congresso quando é de interesse deles, senão nem isso fariam – você não vai poder reclamar depois, pois, eles dirão que foi colocado em discussão o assunto e a “maioria” escolheu o que foi escolhido. Que predominou a vontade do povo e vão mostrar esse povo pelas tomadas circenses das manifestações que eles promovem para fazer gravações e manipular a opinião de idiota que se deixa levar com a exibição dos vídeos editados decorrentes delas. Essa maioria que escolhe no Brasil você já sabe que não é nas urnas que a escolha acontece. Por isso, não abra mão de boicotar o trabalho e de ir às ruas. A palavra “urnas” até parece com “ruas”! As empresas sentir sua ausência e precisar de você para elas realizarem seu exercício desmente qualquer verdade imposta pela mídia mentirosa, o PIG.

Conclusão: Pare de ver televisão, de ouvir rádio, de ler jornal, de cair nos golpes compartilhados nas redes sociais; preste atenção em outdoor; participe de manifestações de trabalhadores e de estudantes; filie-se a um partido de esquerda (somente PT, PCdoB e PSol, pois os demais são duvidosos); busque conhecimento para ficar esperto e não cair nos golpes dessa gente que quer te escravizar e seja capaz de tomar atitudes radicais, como grevismo e anarquia, para impor aos patrões e políticos ordinários a sua necessidade e a sua vontade. E se acaso estiveres nas drogas ou no álcool dê um jeito de sair dessas coisas, pois, estando nelas você está nas mãos desse mesmo pessoal e é peça de utilização dele para fazer de refém muitos dos outros. Não seja mané!

No mais, o de sempre e que resume tudo o que foi escrito: Leia o livro “Os meninos da Rua Albatroz” para aprender os truques do Sistema contra você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: